quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Será que só as mulheres?


Já passei por isso... algumas vezes...

Olhar,
desesperadamente,
freneticamente,
constantemente,
para o telemóvel, à espera que toque.
Que seja a voz dele do outro lado (sonora ou escrita).

E esperar, esperar, sabendo que não vai tocar.
Sabendo que estou a ser tonta.
Sabendo que acabou, mesmo que não mo tenham dito e que nunca mo irão dizer.

Já passei por isso... algumas vezes...

E, para ser sincera, já estou pronta para outra.

Pronta para que o telefone toque e que seja a voz dele do outro lado.
Para que não acabe.
Para que, se acabar, tenham tomates para mo dizer.

Alguém me está a ouvir? Estou pronta.

Uma espécie de comentário a este post, deste blog que descobri hoje e que estou a ler

Sem comentários: