sexta-feira, 20 de julho de 2012

Destralhar...

... tem sido um dos meus grandes objectivos, nos últimos tempos.

Comecei há uns meses, como podem ver aqui, aqui e aqui. Depois, ao entrar em contacto com uma série de blogs de que já falei e dos quais passei a ser fiel seguidora (Busy Woman, 365 coisas e Zero Waste) e de outros que tenho lido de quando em vez, esta minha determinação manteve-se firme. 

Aceitei o desafio da Busy Woman e, para já, cumpri, apenas, parte (como podem ver: quarto, wc, sala, entrada e corredor, quarto extra ). 

Há duas áreas da minha casa (cozinha e escritório) que vão dar muito trabalho, pois a tralha é imensa; numa delas, quase que pareço uma hoarder/acumuladora. Mas, como as férias estão a chegar, a decisão está tomada: algumas horas vão ser dedicadas a terminar o desafio e ir mais além: o destralhamento profundo.

Digo profundo, porque total é missão impossível. Temos, sempre, alguma tralha na nossa vida, na nossa casa. O que não quer dizer que tenhamos de viver, permanentemente, com ela. Temos de ir destralhando, aos poucos, diariamente, fazer disso, uma tarefa a cumprir, no dia-a-dia, por forma a que a coisa não se torne avassaladora.


Por isso, aceitei outro desafio, inspirada pelo Destralhar: destralhar 3 itens por dia, durante um mês. Não prometo que as publicações sejam diárias, mas o destralhamento será e será publicado à medida do possível.
O desafio começa hoje... darei novidades, mais logo!

Imagem retirada de Pitux

2 comentários:

Madalena Nunes disse...

Tem de continuar com o seu destralhe, só assim chega lá.
Imagine só a paz de vida que vai sentir quando isso acontecer.

Fique bem
Madalena

Santiagando disse...

E vou continuar... e tem razão:
o pouco que fiz, até agora, soube-me bem.

Fica-se com uma sensação muito agradável de vazio, depois de se destralhar algo: quer seja pelo espaço que ficou mais espaçoso, limpo e organizado, quer pelo sentido de trabalho feito.

Obrigada pela força!