quinta-feira, 30 de abril de 2009

Não há mesmo duas sem três!

Eu não sou de buzinar aos meus camaradas condutores, porque não gosto e, também, porque não há motivos.
Mas, quando o faço, não é uma nem duas vezes. É, sempre, às três!
Por um qualquer motivo, sinto que devo buzinar. Logo, depois, hão-de aparecer mais dois marmanjos a fazer das suas, que me "obrigam" a buzinar, também!
E, depois, pronto, lá se segue um longo período sem buzinadelas...


Sem comentários: