sábado, 11 de julho de 2009

A gralha que há em mim...

Porque falo eu demasiado, principalmente, quando não devo?

E, porque pinto, eu, uma imagem, de mim, tão distante da realidade... e para pior?

Parece que não quero parecer humana!

Sem comentários: