sábado, 21 de março de 2009

Pó de arroz...

Ouvi, no caminho de casa e relembrou-me o quão bonita é...

Versão original, de Carlos Paião:



Versão Tiago Bettencourt e Mantha (foi a que ouvi, na rádio):

Sem comentários: