sexta-feira, 6 de março de 2009

Budapeste

Budapeste, dos Mão Morta, acompanhou-me no fim da viagem para o trabalho, no Programa da Manhã, da Antena 3.

Pensei eu, com enfado: "Lá vou eu ficar a ouvir uma música dos Mão Morta."

Fiquei e surpeendi-me: conheço a música, mas não a relacionava com os Mão Morta. Sou uma ignorante musical.
Fez-me lembrar os concertos de covers, nos Pavilhões da Feira de Santiago, no início da minha adolescência. Belos e divertidos tempos. Lembram-se?
A lembrança destes concertos, trouxe-me, também, à memória uma banda de Santo André, os Escarro Social (não me recordei pelas músicas, das quais não me lembro, mas sim pelo nome sonante). Ainda andam por aí?

Deixo-vos com Budapeste desta banda que comemora 25 anos de existência:

3 comentários:

Batista disse...

Estávamos em sintonia, portanto! Também ouvi as razões pelas quais os Mão Morte resistiram aos tempos, o que o Adolfo pensa da filosofia dos festivais...etc...verdade?! lol

Quando "escreves "deixo-vos com Budapeste", bem que podia tentar antes o "deixo-vos EM Budapeste"! A cidade é linda...

Santiagando disse...

Gostava de poder dizer que Budapeste é linda, por experiência própria. Sei que o é, por imagens e descrições...

Hei-de lá ir, para o confirmar de vivo olho...

Batista disse...

Não há nada como confirmar por ti mesma! É realmente uma cidade muito bonita! E passear no Danúbio é qualquer coisa! :)