segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Em Português...

Excerto de um panfleto publicado no estabelecimento comercial: “… ir de encontro às suas necessidades”.

Depois de alertada para a situação, com a explicação da diferença das expressões “ir de encontro a” e “ir ao encontro de”, a empregada da caixa sorriu, embaraçada, dizendo que eram muito semelhantes e quase a mesma coisa.

Logo de seguida, a cliente que estava a ser atendida, vem em defesa, dizendo que a frase está correcta e que querem dizer, exactamente, a mesma coisa.


Fiquei a saber que essa cliente é professora.

Espero que não de Português.

4 comentários:

Anónimo disse...

Se a empregada fosse interessante, não me importava que ela viesse (devagarinho) de encontro às minhas necessidades; se para aí eu estivesse virado :-)

Quanto ao José Saramago, que continue a viver na sua mansão de Lanzarote - o que faz muito bem - e se dispense de comentar um país onde não vive (mesmo que uma vez ou outra, muito raramente, acerte uma opinião).

Bj

António

restolho disse...

De encontro... ao encontro... não interessa... desde que fosse, 'né?

Não a achei nada interessante, mas é, apenas, uma opinião...

Batista disse...

Podias ter sugerido à moçoila da caixa...e vá, à intelectual que te seguia: experimentem ir "de encontro a uma parede, e de cabeça" !

Bom, não sei se iriam perceber a diferença, mas ao menos tinham algo com que se entreter por uns dias!

restolho disse...

Isso é uma óptima sugestão.

Eu coloquei o meu olhar 35 (altivo a olhar para ignorantes) e ignorei... deixei que ficassem a pensar que tinham razão. Não tenho capacidade para discutir em público com cabeças de pedra.

Mas, essa sugestão é muito boa: para a próxima, se tiver coragem, utilizo-a.