quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Sorriso rasgado

Passam alguns minutos das 18 horas. Sai à rua e logo se rasga um sorriso no seu rosto.
Não é, certamente, por ter terminado mais um dia de trabalho árduo. Essa felicidade não pode ser só por ter começado o "tempo só para si".
O sorriso explica-se pelo que se vê ao olhar para o céu. No lugar do preto escuro que nem breu e, depois, do azul escuro, escurão, vê-se, agora, um tom de azul claro que se vai esfumando para amarelado, à medida que se aproxima da linha do horizonte.

Estão a chegar, ou melhor, já aqui estão: os dias grandes, maiores!

1 comentário:

Batista disse...

Õ Louis Armstrong, na era das imagens a preto-e-branco, já conseguia entender o que fantasticamente descreves no post.

Dizia ele que "When youre smilin....keep on smilin;
The whole world smiles with you;
And when youre laughin....keep on laughin; The sun comes shinin through;"

Parte de cada um de nós, em cada momento, encontrar um motivo para apresentar o belo do sorriso...fazer-mos algo por nós próprios. Mesmo que isso venha encapotado na teoria dos "dias maiores" :)